As três mais belas moradias das Avenidas Novas

As Avenidas Novas de Lisboa são o espelho do desenvolvimento de Lisboa nos finais do século XIX. A cidade amplia-se e prolonga-se desde o antigo Passeio Público (actual Avenida da Liberdade) até ao Passeio do Campo Grande. Visivelmente inspiradas nas “boulevards parisienses”, as Avenidas adquirem princípios e técnicas do urbanismo progressista e tornam-se na Lisboa burguesa das duas primeiras décadas do século XX.

E é neste contexto que encontramos várias moradias, ainda do início do século passado, que se destacam pela sua extremosa decoração no exterior, combinando elementos de vários estilos arquitectónicos e projectadas pelos melhores arquitectos da altura.

1. Avenida Fontes Pereira de Melometro


Esta magnífica moradia, já com mais de um século de existência, foi construída para ser a residência de José Maria Marques, com projecto de Norte Júnior. Aqui encontramos uma grande diversidade de estilos com  elementos barrocos, neo-românicos, neo-árabes e de Arte Nova. Venceu mesmo o Prémio Valmor em 1914. Actualmente é pertença do Metropolitano de Lisboa.

Continuar a ler

Anúncios