A poesia que a Graça tem

Se o bairro da Graça é já um local fascinante com os seus miradouros de perder o fôlego, as belas vilas operárias, o seu pitoresco e pessoas que o habitam, podemos dizer que, desde o ano passado, ficou ainda mais encantadora: um grupo de artistas coordenado pela associação EBANOCollective realizou várias intervenções artísticas em algumas paredes da área, homenageando figuras ilustres como Natália Correia, Sophia de Mello Breyner Andresen e Florbela Espanca.

Quem passeia hoje pela Graça, encontra um bairro com poesia escondida em cada recanto, que vale a pena encontrar:

1. Beco do Forno do Tijolo

poesia3


“Quando eu morrer voltarei para buscar / Os instantes que não vivi junto do mar” Sophia de Mello Breyner Andresen, in Livro sexto, 1962

Mural realizado por EBANOCollective com a colaboração de Giorgia Tono e Fabio Bianchi, 2014

Continuar a ler

Anúncios